Sobre a RNEC

A Rede Nacional de Educação e Ciência: Novos Talentos da Rede Pública surgiu em 1985 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), idealizada pelo Prof. Leopoldo de Meis. Este projeto envolve atualmente 37grupos, vinculados a 23 instituições de ensino e pesquisa distribuídas em 15 estados da Federação e que visa a melhoria das condições de ensino de ciências no país. Seu principal objetivo é buscar novos caminhos para um ensino eficiente, dinâmico e atraente. Para isso, desenvolve metodologias que facilitam o aprendizado, desmistificando e popularizando a Ciência.

Atividades diversas são desenvolvidas pelos grupos desta Rede, mas duas ações constituem a sua espinha dorsal: cursos experimentais de curta duração e estágios.

No período de férias escolares, alunos e professores do ensino básico público participam de cursos em que têm a oportunidade de elaborar experimentos, sendo, em geral, monitorados por estudantes de pós-graduação. Sempre partindo de um tema do cotidiano, os cursos são desenvolvidos de forma lúdica, integrando conhecimento e diversão.

Desses cursos, são selecionados alunos e professores -levando em conta o desempenho nas atividades e a condição econômica dos candidatos- para estagiarem em laboratórios de pesquisa das universidades. Sob a orientação de estudantes de pós - graduação, os selecionados são familiarizados ao trabalho científico e ajudam seus tutores no desenvolvimento de pesquisas. Além disso, os universitários acompanham o desempenho escolar dos estagiários, auxiliando – os em disciplinas que apresentar em dificuldade. Nessa relação, ainda é possibilitado aos pós – graduandos um maior contato com a realidade social brasileira. Os professores selecionados também desenvolvem trabalhos de pesquisa e, no final do estágio, elaboram artigos científicos para serem publicados em revistas especializadas em educação e ciência.

Além dos cursos e dos estágios, várias outras atividades são desenvolvidas pela Rede Nacional de Educação e Ciência: Novos Talentos da Rede Pública, de acordo com a realidade de cada instituição, como a produção de materiais didáticos diferenciados, peças de teatro, clube de ciências, olimpíadas científicas e projetos itinerantes, entre outros.

Os resultados já obtidos pela Rede Nacional de Educação e Ciência: Novos Talentos da Rede Pública demonstram que a criação de alternativas inovadoras para as demandas sociais referentes à educação, a convergência entre arte e ciência para tornar o ensino científico mais prazeroso e atrativo e a inserção de estudantes e professores do ensino básico na vivência de universidades e instituições de pesquisa são capazes de mudar os rumos da educação científica no país.

Durante esses anos de atividade, a Rede Nacional de Educação e Ciência firmou parcerias que tornaram este sonho possível. O Banco do Brasil, a Fundação VITAE e, principalmente, a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) foram essenciais para que a Rede pudesse surgir, crescer e agora sonhar voos ainda maiores.

No ano de 2017 comemoramos 32 anos de criação dos cursos de férias para estudantes de baixa renda, iniciados na Universidade Federal do Rio de Janeiro, que resultaram na formação da Rede Nacional de Educação e Ciência: Novos Talentos da Rede Pública.

Nossos grupos vinculados a essa rede compartilham de um objetivo comum, direcionado à melhoria das condições de ensino de ciências no país. Com esta iniciativa, promovemos a possibilidade de melhor conhecer, divulgar e dar continuidade às nossas ações e, especialmente, homenageamos nosso querido Prof. Leopoldo de Meis.

O Prof. Leopoldo, nos deixou um legado imensurável, como pesquisador, professor e amigo. Sua ausência nos cobre de enorme tristeza. Mas, ao mesmo tempo, em nós permanece também um sentimento de alegria, pela oportunidade que tivemos de conviver com um homem brilhante, à frente de seu tempo e que muito nos ensinou e inspirou. Permanecerá sua luz e a continuidade de suas ideias, de respeito e formação de cidadãos.

 

 

Para saber mais, assista também ao video https://www.youtube.com/watch?v=iHkwU8LEk1M